Blogger templates

traduzir para inglêsTraduzir para Espanholtraduzir para françêstraduzir para alemão

quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

Salteado de Frango com Batata Doce

















250 g de peito de frango
2 c. sopa de azeite (usei o azeite biológico virgem extra da marca Acushla)
1 dente de alho esmagado
3 c. sopa de sumo de limão
1 cebola picada
400g de batatas doce, em cubos
120 ml de água
Sal q.b. (usei a flor de sal Marnoto)
1 pitada de pimenta (usei da marca Margão)
1 haste de tomilho fresco


Comece por cortar o peito de frango em cubos pequenos e tempere-o com o alho, limão, pimenta e sal, deixando-o marinar por 1:30 minutos.
Aqueça o azeite, junte-lhe a cebola bem picada e deixe-a amolecer. Acrescente o frango e deixe-o alourar de ambos os lados. Quando estiver tenro, retire-o para um prato e reserve.
Cubra o fundo do mesmo tacho (que estará com o dourado da cebola e do frango) com a batata doce em cubos e retorne o frango à panela por cima da batata. Acrescente a água e deixe cozinhar, em lume brando, por, aproximadamente, 12 minutos ou até que as batatas fiquem macias.
Polvilhe o prato, abundantemente, com tomilho fresco e sirva.




Para acompanhar este prato, recomendo:



Quinta da Lixa Branco 
O tal Vinho da Lixa

Castas: Loureiro, Alvarinho e Trajadura
Região: Vinhos Verdes

O Quinta da Lixa é produzido com algumas das mais nobres castas da região dos vinhos verdes, produzidos e vinificados na região que lhes dá o nome.
Aspecto brilhante e cor citrina. No aroma apresenta um carácter frutado com algumas nuances a frutos tropicais e um caracter floral.
Na boca confirma toda a expectativa criada pela intensidade do aroma, muito equilibrado, este vinho apresenta-se seco com complexidade e persistência.








Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Acushla, Margão, Necton e Quinta da Lixa pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.






quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Pudim de Laranja com Palitos de Champanhe


















500 ml de leite (usei o leite-meio gordo Terra Nostra)
1 casca inteira de laranja
200 g de palitos de champanhe (usei os boudoirs da Du Bois de la Roche)
4 ovos
150g de açúcar
Caramelo líquido q.b.




Forre o fundo e laterais de uma forma de pudim, pequena, com o caramelo líquido.
Comece por ferver o leite com a casca de laranja durante 3 minutos. Coe e reserve.
À parte, parta os palitos de champanhe e coloque-os no processador de alimentos, pulsando até obter uma espécie de farinha. Transfira para um recipiente e junte o leite, envolvendo muito bem com uma colher. Adicione o açúcar, de seguida, os ovos e mexa muito bem.
Verta o preparado na forma caramelizada e leve a cozer em banho-maria, cerca de 45 minutos, em forno aquecido a 160ºC.
Verifique se o pudim está cozido antes de retirar do forno (faça o teste do palito) e desenforme com cuidado. Leve ao frigorífico 4-5 horas antes de servir.




Para acompanhar esta sobremesa, recomendo:


Porto Tawny
Ramos Pinto


O Tawny é um blend de 3 a 5 anos obtido por lotação de vinhos com um grau de maturação variável, conduzido através de envelhecimento em cascos e tonéis. Envelhecido em pipas, apresenta-se sempre mais evoluido do que o Ruby.

Notas de Prova:
Cor vermelha tawny, com menisco cor de topázio.
No aroma, a primeira impressão é de leveza, evoluindo para uma grande suavidade adquirida pelo estágio em madeira.
A sensação na boca é leve, quente e de grande macieza, resultado do seu envelhecimento.

Este “adolescente” é um Porto maduro e frutado com um carácter complexo e delicado. No final, o equilíbrio é perfeito, conferindo-lhe uma saborosa delicadeza.




Aqui estão os produtos fantásticos que utilizei para preparar esta sobremesa.

O meu muito obrigada à Terra Nostra, Du Bois de la Roche e Ramos Pinto pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.



Compre 3 Livros e só Pague 2 !!!








Hoje, 1 de Outubro, na Wook (Porto Editora Online) poderá escolher 3 livros e pagar apenas 2!!


A promoção é válida para encomendas registadas entre as 0h00 e as 23h59 do dia 01-10-2014 numa seleção de mais de 1 milhão de livros assinalados.

Aproveite!


Para aproveitar estes fantásticos descontos clique na imagem abaixo!



WOOK - www.wook.pt

terça-feira, 30 de Setembro de 2014

Bagels com Fiambre e Queijo-Creme de Cogumelos



















6 bagels (veja a receita aqui)
1 alface frisada
1 embalagem de fiambre fatiado fino (usei o fiambre da perna extra Nobre Cuida-t +)

1/2 lata cogumelos (usei da marca Compal)
1 embalagem de queijo creme
1 pitada de sal (usei a flor de sal Marnoto)
1 pitada de pimenta branca (usei da marca Margão)
1 fio de azeite (usei o azeite virgem extra Monsaraz da marca Carmim)



Comece por picar os cogumelos em pedacinhos e leve ao lume um fio de azeite. Quando este aquecer, junte-lhe os cogumelos picados, tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar por 2 minutos. Retire-os com uma escumadeira para que escorram e transfira-os para uma taça.
Bata o queijo creme com um garfo para que se torne mais cremosose junte-lhe os cogumelos. Envolva delicadamente e até obter um creme homogéneo. Retifique o sal e a pimenta.

Abra cada um dos bagels com cuidado para que as sementes não se soltem. Na fatia inferior do bagel, faça uma boa camada com o creme de queijo e cogumelos e acrescente duas fatias de fiambre.
Por fim, adicione uma folha de alface e cubra com a outra parte do pão.



Para acompanhar este prato, recomendo:

Alicante Bouschet

Monsaraz - Alentejo Doc
Carmim

Casta: Alicante Bouschet (100%)

Uvas provenientes de talhões selecionados, com maceração pré-fermentativa de 48h, seguida de fermentação a 23ºC com recurso a remontagem e delestage, maceração total de 15 dias, seguida de estágio em barrica de 2ª utilização de carvalho francês durante 12 meses. Após engarrafamento o vinho estagia em garrafa durante 6 a 8 meses.

O vinho apresenta-se com uma cor vermelha violeta carregada, com aromas de fruta silvestre, fruta madura e chocolate, em boca é amplo, intenso, com um final de prova prolongado





Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Nobre, Compal, Margão, Necton Carmim pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.






segunda-feira, 29 de Setembro de 2014

Feijoada de Entrecosto


















400 g de feijão branco cozido (usei da marca Compal)
500 g de entrecosto (cortado em pedaços pequenos)
1 chouriço de carne (usei a chouriça camponesa da Beira Lamego)
1 cenoura
1 cebola 
1 fio de azeite (usei o azeite virgem extra Monsaraz da marca Carmim)
2 dentes de alho
1 folha de louro
250 g de tomate triturado (usei da marca Compal)
60 ml de vinho branco
1 colher de chá de pimentão-doce (usei da marca Margão)
Molho de piripiri q.b. (usei da marca Flor das Hortas)
1 pitada de pimenta (usei da marca Margão)
Sal q.b. (usei o sal marinho Marnoto)
Azeitonas mistas retalhadas com azeite, alho e oregãos da Maçarico


Comece por adicionar azeite a um tacho largo, deixe-o aquecer e acrescente a cebola e os dentes de alho bem picados. Quando a primeira amolecer, acrescente a folha de louro, o entrecosto, a cenoura em pedacinhos e o tomate triturado. Deixe cozinhar por 2-3 minutos e acrescente o vinho branco. Deixe o evaporar, mexa e acrescente o pimentão-doce, o molho de piripiri, a pimenta e o sal, volte a mexer. Adicione um pouco de água para cobrir a carne e deixe cozinhar, em lume brando-médio, para que a carne cozinhe (se necessário, vá acrescentando mais água).
A meio da cozedura da carne acrescente o chouriço em rodelas e retifique os temperos.
Quando a carne estiver tenra adicione o feijão já cozido e junte  mais  um pouco de água, deixe cozer por mais 5-7 minutos para obter um molho cremoso. 
Sirva com arroz branco e acompanhe com azeitonas temperadas.





Para acompanhar este prato, recomendo:

Alicante Bouschet

Monsaraz - Alentejo Doc
Carmim

Casta: Alicante Bouschet (100%)

Uvas provenientes de talhões selecionados, com maceração pré-fermentativa de 48h, seguida de fermentação a 23ºC com recurso a remontagem e delestage, maceração total de 15 dias, seguida de estágio em barrica de 2ª utilização de carvalho francês durante 12 meses. Após engarrafamento o vinho estagia em garrafa durante 6 a 8 meses.

O vinho apresenta-se com uma cor vermelha violeta carregada, com aromas de fruta silvestre, fruta madura e chocolate, em boca é amplo, intenso, com um final de prova prolongado





Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Compal, Beira Lamego, Pimensor, Margão, Maçarico, Necton Carmim pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.










sábado, 27 de Setembro de 2014

Bolo de Noivos (Rio Maior)




















600 g de farinha
25 g de fermento de padeiro fresco (usei 1 saqueta de Fermipan da Sodifer)
1 ovo
100g de margarina derretida
25 ml de aguardente (usei a aguardente velha da Caves do Solar de São Domingos)
50 ml de água morna
25 ml de leite
75 ml de água
300 g de açúcar amarelo (usei o açúcar mascavado da marca Sovex)
1/2 limão em raspa
1 c. chá de canela em pó (usei da marca Suldouro)
1/2 c. sopa de erva doce (usei da marca Suldouro)
Gema de ovo para pincelar


Comece por desfazer o fermento na água morna juntamente com 70 g da farinha. Trabalhe esta massa e, amassando-a até se apresentar homogénea. Coloque num recipiente tapado com um pano e deixe levedar por 30 minutos ou até dobrar de volume
Num recipiente coloque a restante farinha, abra-lhe uma cova no meio e insira aí a massa fermentada. Vá trabalhando a massa e vá juntando a água e o leite. Seguidamente, junte a canela, 0a margarina derretida, o açúcar, a erva-doce, a aguardente, a raspa da casca do limão e o ovo, amasse tudo muito bem. Forme uma bola, cubra com um pano e coloque a massa novamente a levedar.
Depois da massa ter levedado (aumentado de volume) volte a amassar para que fique elástica e fofa.
Retiram-se pequenas porções de massa que se tendem e enrolam, depois espalmam-se, esticam-se as pontas dando o feitio de ferradura ou meia lua.
Colocam-se num tabuleiro polvilhado de farinha e deixa-se descansar por mais 30 minutos.
Após este tempo, pincelam-se com gema de ovo e vão a cozer em forno pré aquecido a 200º C.





Para acompanhar este bolo, recomendo:



Porto Special White Reserve - Quinta do Estanho

Vinho do Porto branco oriundo de uvas das castas Malvazia Fina, Viozinho, Gouveio, Ribigato entre outras.
Verificado em cubas de inox com temperaturas controladas e estágio em tonéis  de madeira avinhada entre 7 a 9 anos.

Notas de Prova: Aroma limpo, fino e velhice possante em madeira. Vinho branco dourado com maturidade e finura, denotando o inicio de aromas terciários. Na boca é suava, subtil, com leves paladares a especiarias que lhe conferem graciosidade e equilíbrio, tendo um final prolongado.




Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste bolo.

O meu muito obrigada à Sodifer, Caves do Solar de São Domingos, Sovex, Suldouro Quinta do Estanho pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.





Imprimir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...